MÉTODO DE ESCOLHA DE MEDICAMENTOS ANTI-HIPERTENSIVOS POR GESTORES DA ÁREA DE SAÚDE

Rondinelli de Carvalho LADEIRA, Milton ERTHAL JÚNIOR, Henrique Rego Monteiro DA HORA

Resumo


Um problema enfrentado pelos gestores de saúde é a aquisição de medicamentos que, para o abastecimento do SUS, deve-se levar em consideração a efetividade, os custos e a segurança dos mesmos. A análise farmacoeconômica pode ser vista como a descrição e a análise dos custos da terapia farmacêutica para os sistemas de assistência à saúde e para a sociedade. O presente trabalho faz a análise de custo-efetividade de cinco betabloqueadores adrenérgicos usados no tratamento de hipertensão arterial (atenolol, carvedilol, metoprolol, propranolol e sotalol) através de auxílio multicritério à decisão. Tendo em vista gestores de saúde como agentes da decisão, foram testados os métodos de Borda para definição dos pesos dos critérios por especialistas e AHP para escolha do medicamento através do software IPE 1.0. Questionários foram aplicados a sete profissionais médicos especialistas em cardiologia para a comparação dos critérios (efetividade, custo, experiência com o fármaco e segurança), sub-critérios (agravamento da insuficiência cardíaca congestiva, agravamento da doença arterial periférica, broncoespasmo, bradicardia e alterações metabólicas, relativos ao critério segurança) e alternativas à luz dos critérios estudados. O betabloqueador que se apresentou como melhor escolha foi o atenolol (32,38%).


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18571/acbm.098

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Acta Biomédica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.