INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO EM GESTANTES: INCIDÊNCIA E PERFIL DE SUSCETIBILIDADE

Yáskara Gorczevski PIGOSSO, Claudinei Mesquita da SILVA, Leyde Daiane de PEDER

Resumo


Na gestação, a infecção do trato urinário (ITU) é de grande importância em função de sua elevada incidência nesse período de vida da mulher.  O presente estudo teve por objetivos conhecer a incidência de ITUs em gestantes da cidade de Missal - PR, os fatores de suscetibilidade, assim como os principais agentes etiológicos envolvidos e sua sensibilidade aos antimicrobianos. Foram realizadas análises físicas, químicas, microscópicas, identificação bioquímica de bactérias, quando presentes, e antibiograma em amostras de urina de 50 gestantes. Verificou-se que 9 (18%) apresentaram infecção urinária, sendo destas, 5 (55,5%) assintomáticas. O principal patógeno responsável pelas infecções foi Escherichia coli, seguida de Enterococcus faecalis e Streptococcus agalactiae. O estudo revela a grande importância do diagnóstico precoce e tratamento adequado das ITUs, evitando assim, complicações à gestante e ao futuro concepto.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18571/acbm.099

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Acta Biomédica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.