ESTUDO DA ADESÃO À TERAPIA ANTIRRETROVIRAL PARA HIV/AIDS DE PACIENTES ATENDIDOS NO MUNICÍPIO DE TOLEDO/PR

Jaqueline Alice Lorscheider, Kelly Geronimo, Jean Colacite

Resumo


No início da década de 1980 começaram a ser identificados os primeiros casos da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) e após mais de duas décadas da descoberta do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), ainda nos deparamos com desafios para a compreensão dos vários aspectos suscitados por essa epidemia. Devido aos avanços nas pesquisas e possibilidades de tratamento, a AIDS tornou-se uma doença crônica, com aumento relevante da qualidade de vida de pessoas acometidas, o que traz novos desafios para sua compreensão e enfrentamento. Nessa perspectiva, a adesão ao tratamento antirretroviral tem sido priorizada nas políticas públicas de países como o Brasil. O objetivo deste estudo foi verificar o nível de adesão ao tratamento antirretroviral de pacientes atendidos na Farmácia do CTA/Ciscopar, por meio de uma pesquisa de campo, na qual se coletou dados a partir de questionário semiestruturado aplicados entre Junho e Agosto de 2011 e por meio das informações contidas nos prontuários. Conclui-se que embora os resultados tenham sido satisfatórios, a equipe deve sempre estar atenta aos sinais de não adesão ao tratamento, para evitar a falência terapêutica através do surgimento de resistência viral aos medicamentos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 Acta Biomédica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.