IMPLICAÇÕES DA PLASTICIDADE NEURONAL APÓS REABILITAÇÃO NEUROFUNCIONAL EM PACIENTE COM TRAUMATISMO CRÂNIO-ENCEFÁLICO POR ARMA DE FOGO

Geraedson Aristides da SILVA

Resumo


As lesões crâniocerebrais ocasionadas por armas de fogo mantêm-se em números crescentes nos últimos anos, desencadeando na vida de pacientes e familiares transtornos psíquicos e funcionais capazes de alterar todo ciclo de desenvolvimento sócio-familiar. Objetivo: Relatar o caso de um paciente de quinze anos vítima de traumatismo crânio-encefálico, correlacionando-o com a plasticidade neuronal adquirida através da reabilitação da fisioterapia neurofuncional. Materiais e métodos: Este trabalho constitui-se em um relato de caso com um paciente vítima de traumatismo crânio-encefálico por arma de fogo. Tendo como base da reabilitação, exercícios dos métodos Kabat e Bobath, ou seja, a partir das principais técnicas utilizadas pela fisioterapia neurofuncional. Resultados: Foi possível evidenciar reabilitação neuromotora associada a plasticidade neuronal após um tempo total de dezoito meses consecutivos de fisioterapia com intervenções realizadas quatro vezes por semana com duração média de cinqüenta minutos. Conclusão: Mesmo que na contemporaneidade a fisioterapia neurofuncional seja reconhecida e demonstre resultados eficazes na plasticidade neuronal através deste e de outros estudos, as técnicas utilizadas pela mesma precisam ser amplamente estudadas, de forma individual e agrupadas, para que assim sejam mais evidenciadas a partir de estudos com um maior número de indivíduos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Acta Biomédica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.