Somatotropina: Aspectos Relacionados à Sua Aplicação em Vacas Leiteiras

Karolina de Souza Paula, Denise Aparecida Silva

Resumo


Introdução: O objetivo desta pesquisa foi avaliar a produção de leite após a aplicação de Somatotropina bovina recombinante (BSTr) e verificar aspectos referentes à qualidade do leite. Metodologia: Durante 23 dias, foi avaliada a produção de um total de 24 vacas leiteiras em período de lactação, sendo que o grupo-teste (n = 12) recebeu duas aplicações de BSTr com intervalo de 14 dias. A Contagem de Células Somáticas (CCS) e a gordura total do leite foram avaliadas. Resultados: Os resultados revelaram que uma única aplicação de BSTr aumenta em cerca de 19% a produção de leite, enquanto duas doses com intervalo de sete dias aumentam aproximadamente 27%. O teor de gordura médio do leite das vacas do grupo-controle foi de 1,4% e a CCS média de 157.334 células/ml de leite. O leite das fêmeas do grupo-teste apresentou teores de gordura médios de 1,8%, 2,0% e 2,1%, nos seguintes períodos: anterior; após a primeira e após a segunda aplicações de BSTr, respectivamente. Nos mesmos períodos, a CCS foi equivalente a 156.000, 208.000 e 408.000/ml de leite. Conclusões: Conclui-se que a BSTr aumenta a produção de leite, sem aumento relevante no seu teor de gordura, e promove também um aumento nos números da CCS.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18571/acbm.003

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2011 Acta Biomédica Brasiliensia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.